NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
Modelo Consecitrus II

04/02/2014 16:13:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
10/10/2017
Fundecitrus vai atuar em áreas sem controle do greening

Fundecitrus - 10/10/2017 - Novos funcionários foram contratados para atuar nas áreas rurais e urbanas para controlar focos da doença em zonas residenciais



O Fundo de Defesa da Citricultura - Fundecitrus está com uma nova equipe 
que irá desenvolver ações de controle do greening (huanglongbing/HLB) onde 
não é feito o combate à doença, em áreas urbanas e rurais, em todas as regiões 
do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais.

Os novos funcionários atuarão em parceria com prefeituras e empresas para a 
troca de murtas e pés de laranja, limão e tangerina contaminados pelo greening, 
que não recebem o controle químico recomendado, por outras árvores frutíferas 
e ornamentais. Esse trabalho será realizado nas áreas residenciais das cidades 
e também em chácaras e sítios localizados em zonas rurais.

O psilídeo, inseto transmissor do greening, ao se alimentar em pés de laranja, 
limão e tangerina infectados pela doença, adquire a bactéria e passa a disseminá-la. 
O inseto percorre longas distâncias, sai da área urbana e chega à área rural, 
contaminando os pomares.

“Plantas de citros e murtas nas cidades dificultam o combate do greening nas 
propriedades comerciais. Desenvolver esse trabalho nas áreas sem controle é de extrema 
importância devido ao potencial destrutivo da doença”, diz o engenheiro agrônomo do 
Fundecitrus Ivaldo Sala, coordenador do trabalho.

As ações para troca das plantas são realizadas por meio de visitas em domicílios e 
contam com o apoio de palestras para alunos e professores de escolas dos municípios, 
produção de materiais impressos e carros de som para levar informações à comunidade.
O trabalho vem sendo desenvolvido pelo Fundecitrus há alguns meses e já foi realizado 
em áreas rurais de 36 municípios e áreas urbanas de nove cidades, com a troca de mais 
de 2 mil plantas.