NOTÍCIAS
compartilhar este link
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
Lista PIC

21/05/2015
Greening causa perdas na China

17/04/2015 15:30:27
Heinz e Kraft anunciam fusão

26/03/2015 17:11:06
Uma doutora em defesa do suco

09/03/2015 15:48:52
Um viva para os benefícios

02/03/2015 15:03:31
01/12/2017
Alerta Fitossanitário tem resultados positivos no PR

Fundecitrus - 01/12/2017 - Sistema obteve alta adesão dos citricultores no estado

No início do ano, o Fundecitrus e a Cocamar Cooperativa Agroindustrial  firmaram um convênio para a implantação do Sistema de Alerta Fitossanitário no Paraná. Hoje, a alta adesão dos citricultores e os efeitos positivos no manejo integrado fazem da ferramenta uma aliada importante no enfrentamento do greening (huanglongbig/HLB) no estado.

O Alerta Fitossanitário desenvolvido pelo Fundecitrus utiliza armadilhas adesivas amarelas georrefenciadas para informar sobre a população do psilídeo Diaphorina citri, transmissor da doença, e a presença de brotações, permitindo que produtores identifiquem os locais e momentos críticos de ocorrência do inseto e tomem decisões mais precisas para pulverizações regionais conjuntas.

No Paraná, o Alerta Fitossanitário está presente nas duas principais regiões produtoras de citros, Rolândia e Paranavaí: são 60 cidades, 4,2 mil hectares, mais de 1,7 milhão de plantas, 116 propriedades e 698 pontos monitorados. Na região de Paranavaí já foram realizadas três aplicações conjuntas esse ano.

“Os resultados obtidos com o Alerta Fitossanitário são ótimos. Os produtores abraçaram a causa e já observamos uma grande diminuição na incidência de psilídeos capturados”, afirma a agrônoma da Cocamar Amanda Zito. “Também usamos as armadilhas amarelas para o monitoramento da mosca negra, uma praga bastante presente nos pomares do Paraná”, completa.

Devido aos ganhos, Amanda revela que o objetivo é fortalecer o sistema. “Temos uma equipe atuando para aumentar o número de produtores no Alerta, queremos alcançar 100% deles até 2018. Também estamos reduzindo a distância entre as armadilhas, a princípio de 250m para 100m, principalmente nas propriedades mais estreitas, que sofrem maior pressão dos psilídeos”, diz.

Como parte do convênio, o Fundecitrus oferece treinamento aos agrônomos da Cocamar e aos citricultores que integram o sistema.

São Paulo e Minas Gerais

No parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais, o Alerta Fitossanitário cobre mais de 260 mil hectares em nove regiões. Atualmente, o sistema está em fase de implantação na região de Limeira (SP).