NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
11/12/2017
Safra 2017/18 é reestimada para 385,20 milhões de caixas

Fundecitrus - Produção teve aumento de 2,98% em relação à estimativa de setembro

O Fundecitrus – Fundo de Defesa da Citricultura divulgou nesta segunda-feira (11/12) mais uma reestimativa da safra de laranja 2017/18, que apontou uma produção de 385,20 milhões de caixas de 40,8 kg cada. Esse valor corresponde a um aumento de 2,98% em relação à estimativa de setembro e de 5,69% em relação ao número inicial, divulgado em maio.  Do total reestimado, 95,50 milhões de caixas são de variedades precoces, 118,19 milhões de caixas são de meia estação e 171,51 milhões de caixas são de tardias. 

O balanço positivo até o momento foi desencadeado, principalmente, pelas chuvas acima da média histórica no início da safra, que voltaram a cair nas regiões produtoras em outubro, atingindo 147 mm em média e, em novembro, 227 mm, após a estiagem que se estendeu de julho a setembro com apenas 47 mm acumulados no trimestre, de acordo com os registros da Somar Meteorologia. Além do clima, o bom desenvolvimento da safra está associado à intensificação dos tratos culturais dos pomares, que pode ser constatado com o crescimento da demanda de insumos usados no manejo nutricional e fitossanitário registrado no último ano na citricultura. 

Os dados observados até a divulgação desta reestimativa mostram que os frutos colhidos de todas as variedades nesta safra estão com peso médio acima da projeção inicial. A expectativa em maio era de que cada fruto chegasse à colheita pesando em média 154 gramas, porém, em setembro, o peso unitário passou para 158 gramas e já está em 162 gramas. O ganho de peso foi o principal motivo que provocou o aumento da produção das variedades precoces em setembro e continua sendo o fator determinante para o incremento das variedades de meia estação e tardias nesta reestimativa. 

Os dados provenientes do monitoramento contínuo da safra indicam que já foram colhidos 99% dos talhões das variedades precoces. A colheita da Pera Rio atingiu 89%, a da Valência e Valência Folha Murcha está em 58% e a da Natal em 50%. Considerando todas as variedades, já foram colhidos cerca de três quartos da produção. Da safra total, cerca de 29,43 milhões de caixas deverão ser produzidas no Triângulo Mineiro. 
O trabalho da Pesquisa de Estimativa de Safra (PES) é feito pelo Fundecitrus em cooperação com a Markestrat, FEA-RP/USP e FCAV/Unesp. A próxima reestimativa será divulgada em fevereiro de 2018, e o fechamento da safra, em abril.