NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
15/01/2018
Prazo parar informar inspeções no pomar termina hoje

Fundecitrus - 15/01/2018 - Não entregar os dados à Coordenadoria de Defesa Agropecuária pode gerar multa

O citricultor (proprietário, arrendatário ou ocupante a qualquer título) do estado de São Paulo tem até o dia 15 de janeiro para informar à Coordenadoria de Defesa Agropecuária, as inspeções e as eliminações de plantas com sintomas do greening e do cancro cítrico realizadas no pomar durante o segundo semestre de 2017.

O envio das informações deve ser feito pelo Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O acesso ao sistema é feito pelo endereço https://gedave.defesaagropecuaria.sp.gov.br/. O citricultor deve informar, no mínimo, uma inspeção obrigatória por trimestre, ou seja, ao menos duas inspeções devem ter sido realizadas durante o semestre.

Mesmo não encontrando plantas cítricas com sintomas de greening e cancro cítrico, ou tendo sido eliminadas todas as plantas cítricas da propriedade é preciso preencher o relatório e enviá-lo, pois este procedimento é de comunicação obrigatória.

Para eventuais comprovações em auditorias realizadas pelo órgão oficial de defesa agropecuária a orientação é que o relatório enviado seja impresso e guardado.

Deixar de entregar informar no relatório as inspeções e as eliminações de plantas com sintomas do greening e do cancro cítrico sujeita o citricultor a multas que variam de 100 a 500 unidades fiscais do estado de São Paulo (Ufesps). O valor de cada unidade é de R$25,70.