NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
13/07/2018
Estimativa do USDA deste mês permanece inalterada

USDA - 13/07/2018 - Os dados da colheita 2017/18 resultam no total de 45 milhões de caixas de laranja


Nesta quinta-feira (12/07), o Conselho de Estatísticas Agrícolas do USDA divulgou um relatório com os dados da colheita 2017/18, encerrando uma temporada de crescimento no período. A estação cítrica da Flórida está terminando, e os produtores estão a caminho de produzir 45 milhões de caixas de laranja. O total é composto por 19 milhões de caixas de laranja não Valência (variedades Early, Midseason e Navel) e outras 26 milhões de caixas de laranja Valência. 

A previsão de toda a produção de grapefruit na Flórida permanece inalterada em 3,88 milhões de caixas. Já na previsão total de toranja, são 700 mil caixas de frutas brancas e 3,18 milhões de caixas são das variedades vermelhas. Na Flórida todas as variedades de tangerina e tangelo permanece com a previsão de 750 mil caixas.

Antes do furacão Irma em setembro do ano passado, os produtores da Flórida estavam a caminho de colher cerca de 75 milhões de caixas, isso de acordo com as estimativas privadas. Com tudo os números finais refletem 30 milhões de caixas a menos que as primeiras estimativas. 

A primeira previsão divulgada pela USDA, foi realizada na temporada passada em outubro, quando agricultores e autoridades avaliaram a extensão dos danos causados pela tempestade. A agência havia estimado que os agricultores da Flórida produziriam 54 milhões de caixas de laranja, o que foi considerado uma das previsões mais otimistas da temporada.

Já em novembro, a previsão do USDA caiu para 50 milhões de caixas, diminuindo e permanecendo a mesma estimativa em cada mês seguinte.

Para as autoridades, inundações e danos causados pelo vento com o Irma, resultaram em uma queda de US $ 760 milhões, o equivalente a R$ 2,8 bilhões para a indústria. Segundo eles, o caminho da tempestade foi algo que poderia ter sido “mais letal” para os citros da Flórida.

Os números mais recentes são uma continuação das previsões de junho e maio, e marcaram apenas uma ligeira queda em relação a abril. O porta-voz do Departamento de Citros da Flórida atribuiu os números inalterados de julho ao fato de que os produtores provavelmente fecharam a colheita em junho.

Segundo Shannon Shepp, diretor executivo do Departamento de Citros da Flórida, “Isso encerra uma temporada de citros muito difícil.” Continua, “Estamos ansiosos para uma temporada tranquila e resiliente no outono”.