NOTÍCIAS
compartilhar este link
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
As gigantes fazem suas apostas

09/08/2016 12:29:03
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Vem aí o suco expresso?

19/07/2016 14:17:06
O vale dourado da Sun Pacific

11/07/2016 16:30:25
07/11/2018
Exportações de suco de laranja caem 2,2% em outubro

Revista Globo Rural - 07/11/2018 - Segundo MDIC, volume embarcado no mês de outubro reduziu, passando de 215,5 mil toneladas para 210,8 mil toneladas se comparado ao mesmo período de 2017


Dados divulgado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), mostram que no mês passado o volume total de suco de laranja exportado atingiu cerca de 210,8 mil toneladas, uma queda de 2,2% em relação às 215,5 mil toneladas embarcadas em outubro de 2017 e alta de 46,5% ante setembro de 2018, quando o País vendeu cerca de 143,9 mil toneladas ao exterior.

A receita obtida com as exportações de outubro atingiu US $ 180,9 milhões, o equivalente a R$ 684,1 milhões, uma redução de 13,9% ante os US $ 210,1 milhões, equivalente a R$ 794,5 milhões registrados em igual período de 2017. Isso representa uma alta de 42,6% se comparado ao montante de US $ 126,9 milhões, o equivalente a R$ 479,9 milhões em setembro.

As vendas de suco de laranja concentrado e congelado (FCOJ) movimentaram em outubro US $ 43,8 milhões, o equivalente a R$ 165,6 milhões, alta de 7,1% na comparação com os US $ 40,9 milhões, o equivalente a R$ 154,6 milhões de agosto e queda de 58% ante os US $ 104 milhões, o equivalente a R$ 393,3 milhões faturados em outubro de 2017. O volume exportado de FCOJ ficou em 23 mil toneladas no mês passado, alta de 13,9% em relação ao total de 20,2 mil toneladas de setembro e queda de 59,1% na variação anual, ante 56,2 mil toneladas embarcadas em outubro de 2017.

Já o faturamento com as vendas de suco não concentrado e não congelado (NFC) no décimo mês de 2018 foi de US $ 137,1 milhões, o equivalente a R$ 517,8 milhões, alta de 59% sobre os US $ 86 milhões, o equivalente a R$ 324,8 milhões de setembro e de 29,2% quando comparado com à receita de US $ 106,1 milhões, o equivalente a R$ 400,7 milhões obtida em outubro do ano passado. O volume exportado de NFC foi de 187,9 mil toneladas no mês passado, alta de 52,1% sobre as 123,7 mil toneladas de setembro e de 18% em relação a outubro de 2017, quando foram exportadas 159,3 mil toneladas.