NOTÍCIAS
compartilhar este link
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
24/01/2019
Interior de São Paulo produz quase 80% da laranja

G1/Globo - 24/01/2019 - Estado paulista produziu 10,7 milhões de toneladas em 2017. Maior parte foi destinada à produção de suco de laranja que é exportado para o mundo todo


O Estado de São Paulo é de longe o maior produtor de laranja, responsável por 78,7% de toda a produção nacional de 2017, de acordo com o Censo Agropecuário do IBGE. A laranja é a fruta mais produzida no Brasil. A sua produção está presente em todos os estados da federação e também no Distrito Federal, mas sua principal produção está em um cinturão que vai do Paraná a Sergipe, passando pelos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

A produção paulista foi de 10,7 milhões de toneladas, 12 vezes maior do que a de Minas Gerais, o segundo estado em produção, com 894 mil toneladas.

Segundo dados do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), a laranja está presente em 320 municípios paulistas que somam cerca de 188 milhões de árvores plantadas em 388 mil hectares.

A laranja produzida para a indústria de suco é o terceiro produto agropecuário do estado e responsável por 6,43% do valor produzido pela agropecuária em 2017, segundo dados do Valor da Produção Agropecuária (VPA), estimado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA).

A citricultura paulista é a principal responsável pela primeira posição brasileira no mercado mundial de suco de laranja. Em São Paulo, são produzidos três de cada cinco copos de bebidas consumidos no mundo.

“O complexo agroindustrial citrícola é o único é inigualável, um campeão mundial que dificilmente será alcançado por algum país no mundo”, afirma o economista e historiador Luiz Fernando Paulillo. 

Ainda segundo Paulillo, São Paulo conseguiu uma condição de produção diferenciada. “O cinturão citrícola paulista produz laranja o ano inteiro. Não existe outro lugar no mundo que faça isso e com uma quantidade de variedades inigualável, você tem das laranjas mais ácidas até as mais doces”, afirma.