NOTÍCIAS
compartilhar este link
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
06/05/2019
Califórnia investe no combate ao greening

Fresh Plaza - 06/05/2019 - Programa de Prevenção dos EUA, divulgou um relatório anual detalhando o valor gasto para combater uma das piores doenças do setor citrícola, mais de US $ 3 bilhões


No início deste mês, o Programa de Prevenção de Doenças Cítricas (CPDPP) da Califórnia, divulgou um relatório anual de 2017/2018 detalhando o valor gasto para combater uma das piores doenças do setor citrícola, o greening (HLB). O setor que tem sua principal parte localizada na Califórnia, é estimado em US $ 3,3 bilhões. Um terço é cultivado no Condado de Tulare. 

A indústria fornece mais de 21.600 empregos e possui um impacto econômico de US $ 7,1 bilhões em todo o estado. Segundo o presidente do CPDPP, Jim Gordon, “olhando para o futuro, muita coisa está em jogo para os citricultores, empacotadores e trabalhadores da Califórnia, visto que, os produtores vêm enfrentando essa doença nos pomares há um bom tempo”.

Para o presidente do Subcomitê do CPDPP em ciência e tecnologia, Etienne Rabe, a pesquisa realizada pelo Dr. Beth Grafton-Cardwell, da Universidade da Califórnia, estabeleceu um tratamento considerado ideal para vários outros tipos de árvores cítricas residenciais plantadas ao longo da Fronteira com o México. Além disso, o grupo do Dr. Beth Grafton-Cardwell está trabalhando junto com outros pesquisadores para explorar métodos alternativos de mitigação, incluindo novas opções de tratamento pós-colheita para o movimento de citros a granel.

"À medida que o programa avança, o subcomitê de ciência e tecnologia continuará a consultar os melhores e mais brilhantes pesquisadores e cientistas para ajudar o programa a tomar decisões sólidas baseadas em ciência", disse Rabe.

A diretora interna de programas de citros do Departamento de Alimentos e Agricultura da Califórnia, Victoria Hornbaker, disse que o laboratório implementou o uso de um novo primer ao testar amostras de plantas para as bactérias, facilitando a detecção rápida e precisa do greening. 

No campo, as equipes de agricultura estão agora realizando amostragem quadrante de árvores hospedeiras que estão na mesma propriedade ou em propriedades adjacentes àquelas com detecções da doença confirmada para encontrar o greening mais rapidamente.