NOTÍCIAS
compartilhar este link
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
28/06/2019
CitrusBR parabeniza o governo por celebração do Acordo Mercosul - União Europeia

CitrusBR - 28/06/2019 - Suco de laranja foi um dos grandes destaques da negociação


A Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR) parabeniza o Governo Brasileiro pela conclusão do Acordo Mercosul - União Europeia, que trará grandes benefícios para a cadeia do suco de laranja, segundo informações da nota oficial conjunta dos Ministérios de Relações Exteriores (MRE), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o Ministério da Economia (ME): 
 
“Com a vigência do acordo, produtos agrícolas de grande interesse do Brasil terão suas tarifas eliminadas, como suco de laranja, frutas e café solúvel. Os exportadores brasileiros obterão ampliação do acesso, por meio de quotas, para carnes, açúcar e etanol, entre outros. As empresas brasileiras serão beneficiadas com a eliminação de tarifas na exportação de 100% dos produtos industriais. Serão, desta forma, equalizadas as condições de concorrência com outros parceiros que já possuem acordos de livre comércio com a UE.”
 
A CitrusBR, em nome de suas empresas associadas, reconhece o esforço das autoridades envolvidas e deseja que a tramitação da aprovação deste histórico acordo aconteça com a maior celeridade por parte dos países membros. As negociações preveem desgravações tarifárias, que variam entre 50%, imediatamente a partir da entrada em vigor do acordo, passando por desgravações que chegam a zero (desgravação completa) em um período de 7 a 10 anos, nos principais produtos. 
 
Em termos de volume exportado, o acordo atende os principais NCM’s (códigos de identificam a característica de cada produto) e abre espaço para que as empresas adotem diferentes estratégias levando em consideração a nova realidade tarifária. 
 
As tarifas médias para entrada na União Europeia variam entre 12.2% e 15%, dependendo do produto. A retirada completa ou parcial melhora a competitividade do suco de laranja em relação a concorrentes como o México, que nos últimos anos conseguiu firmar bons acordos comerciais e aumentou sua participação no mercado mundial de forma significativa.
 
São Paulo, 28 de junho. 
Ibiapaba Netto
Diretor-executivo