NOTÍCIAS
DO MERCADO
compartilhar este link
O pior inimigo do greening

04/02/2020 14:55:16
Britânicas anunciam fusão

11/06/2015 16:51:29
Pode ser Pepsi na NBA?

24/04/2015 16:52:15
H2Coco lança mix com café

17/04/2015 12:55:19
Starbucks aposta em delivery

24/03/2015 11:49:58
Imposto tira gás da FEMSA

16/12/2014 15:33:52
Vita Coco quer reinar na China

20/10/2014 18:19:05
MacTangerina no cardápio

02/10/2014 14:29:13
Exportações barradas

02/07/2014 11:44:03
Rótulos da discórdia

26/06/2014 11:19:54
De olho na dieta britânica

25/06/2014 11:19:54
Nova Coca-cola chega à Europa

11/06/2014 10:54:40
Ampliando mercado

23/05/2014 10:44:00
A batalha do açúcar

07/05/2014 18:07:00
Aguá pra inglês beber

06/05/2014 12:15:00
Salvação na embalagem

16/04/2014 12:11:00
O novo energético da Coca

04/04/2014 11:21:00
TV desligada

26/03/2014 15:21:00
Laranja fora da TV

18/03/2014 12:18:00
O futuro dos energéticos

13/03/2014 17:11:00
Pepsi em cápsulas

11/03/2014 13:35:00
Pepsi aposta no México

27/01/2014 13:47:00
De olho na caxinha

24/01/2014 16:43:00
Vendas não reagem nos EUA

19/12/2013 17:12:00
Dubai sem sede

18/10/2013 12:00:00
Mapa do varejo

23/09/2013 14:48:00
Suco tenta reagir nos EUA

17/09/2013 14:02:00
Suco aposta na TV

12/09/2013 12:29:00
Laranjas da África

09/09/2013 15:01:00
Monster quer entrar na Índia

15/08/2013 16:34:00
Frutas perdem espaço

25/07/2013 11:57:00
Tropicana de cara nova

14/06/2013 10:29:00
Nova York contra os sucos

04/06/2013 12:23:00
Purity mostra suas armas

06/05/2013 12:20:00
Portas abertas para a Turquia

26/04/2013 10:39:00
Investimentos à francesa

24/04/2013 11:48:00
Xenergy vai a luta

23/04/2013 12:31:00
Maçã no vermelho

23/04/2013 11:41:00
Surge mais uma gigante

22/04/2013 14:54:00
O que a Arábia quer beber

15/04/2013 16:44:00
Lucros monstruosos

12/04/2013 15:25:00
De roupa nova

25/03/2013 13:00:00
Água no refrigerante

18/03/2013 12:31:00
As bolhas da Honest Tea

13/03/2013 11:49:00
Monster made in Japan

31/01/2013 12:39:00
Sinal verde do CADE

04/01/2013 10:42:00
Imposto tira gás da FEMSA

Just-Drink - 16/12/14 - Afetada por imposto sobre refrigerantes, a Coca-Cola FEMSA reduz postos de trabalho e reduz linhas de produção


A maior engarrafadora da Coca-Cola na América Latina, a mexicana FEMSA anunciou o corte de 1.300 postos de trabalho no país. Uma das principais razões da medida é a estratégia para listar com os efeitos de um novo imposto sobre os refrigerantes, adotado pelo governo mexicano. 
De acordo com o CFO do grupo, Héctor Gutíerrez Treviño, a empresa fechou um número indeterminado de linhas de produção e aumentou o preço em 16% em seu mercado doméstico. Em janeiro deste ano, o México introduziu uma taxa de US$ 0,08 por litro de refrigerantes adoçados com açúcar.
Apesar do novo imposto, Gutiérrez disse que a Coca-Cola FEMSA espera que os seus volumes totais no ano comercializados no México reduzam em torno de 4%. No início de 2014, o grupo previa uma queda entre 5% e 7%.  As vendas no terceiro quadrimestre da sua unidade do México e América Central aumentou 3,6%, ajudado por preços mais elevados. "Nós ajustamos as operações no México", disse Gutiérrez. "Nós reduzimos nosso quadro de funcionários, pelo menos 1.300 pessoas. Fechamos linhas de produção”. "
 Para 2015, Gutiérrez disse que espera para ver "algum crescimento de volume" no México. A empresa, relatou um incremento de 12,2% nas vendas dos últimos nove meses e aumento de 1,2% nos lucros.