NOTÍCIAS
DO CAMPO
compartilhar este link
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Starbucks apoia cafeicultores

25/06/2015 11:52:08
Texas terá ajuda contra HLB

02/06/2015 12:57:45
Lista PIC

21/05/2015
Mercado espanhol segue incerto

16/03/2015 17:09:59
Licopeno contra o frio

18/02/2015 17:31:55
Greening causa perdas na China

19/01/2015 17:37:42
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
Cancro em debate

07/05/2014 11:41:00
Todos contra o Cancro

17/04/2014 11:07:00
De olho no cancro

11/04/2014 12:11:00
De portas abertas

05/03/2014 16:27:00
Reforço Espanhol

25/02/2014 17:35:00
Uma vespa contra o greening

13/02/2014 12:22:00
Os prejuízos do frio

11/02/2014 13:29:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Califórnia abaixo de zero

12/12/2013 16:14:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Novas soluções

19/11/2013 14:33:00
Em busca de salvação

17/10/2013 13:31:00
Molécula pode salvar pomares

15/10/2013 11:06:00
Para falar de doenças

10/10/2013 12:51:00
O DNA do grenning

03/10/2013 15:07:00
Em busca de aliados

01/10/2013 12:11:00
De olho no inseto

24/09/2013 10:36:00
Capacitação contra doenças

12/09/2013 11:04:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Greening avança em SP

02/08/2013 15:24:00
Produção em queda

11/07/2013 15:46:00
Formulário contra o greening

10/06/2013 15:47:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Um PIC contra as pragas

25/04/2012 14:34:00
Menos laranja na Flórida

12/04/2012 16:53:00
Citros ameaçados por doenças

Correio do Povo - 28/05/2012 - Falta de servidores para fiscalizar expõe a produção gaúcha ao cancro cítrico e à pinta preta, que causam prejuízos

Faltam fiscais à Secretaria de Agricultura (Seapa) para garantir que os carregamentos de citros que circulam no Estado fiquem livres de doenças fitossanitárias. A comercialização dessas frutas com talo e folhas é proibida porque facilita a proliferação de duas doenças: a pinta preta, causada pelo fungo Guignardia citricarpa, e o cancro cítrico, decorrente da bactéria Xanthomonas axonopodis pv. citri. No entanto, é comum observar a venda das frutas com aparência de recém-colhidas nos supermercados. Com uma equipe de 70 servidores para atuar na Capital e no Interior, a Seapa admite que inspecionar todas as cargas é uma tarefa impossível, deixando vulnerável a produção gaúcha, estimada em 430 mil toneladas nesta safra.

Ainda que o consumo das frutas doentes não represente perigo algum ao ser humano, problemas fitossanitários podem gerar prejuízos ao produtor. De acordo com o gerente da Defesa Vegetal da Seapa, José Motta, as frutas ficam com aspecto feio e acabam não tendo a mesma liquidez no mercado. Ele alerta ainda que os fungos e as bactérias secam os galhos da planta, que pode morrer.

O coordenador da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapa, Vinícius Grasselli, comenta que, para as frutas que saem do Estado, existe uma instrução normativa federal, de 2009. A legislação proíbe a circulação entre estados de citros com cabos e folhas. Como as cargas necessitam de uma permissão de trânsito vegetal, todas são fiscalizadas. "O problema está no monitoramento dentro do Estado. Fiscalizamos as cargas por amostragem. Na Capital, concentramos força na Ceasa, enquanto no Interior, fiscalizamos nos locais que embalam as frutas e nas propriedades", diz Grasselli. A equipe da Seapa trabalha com respaldo de um decreto federal de 1934, que autoriza a destruição da carga de qualquer produto que dissemine praga ou doença. Grasselli explica que, em caso de desconfiança da presença de fungos ou bactérias, é feito um exame laboratorial na fruta antes de a carga ser banida.

Para o gerente regional da Emater em Lajeado, Derli Paulo Bonine, comprar frutas com o talo e a folha é um costume do gaúcho. "Dá a impressão que a fruta foi recém-colhida. Temos essa cultura aqui. Mas é necessário preservar a citricultura", finaliza o servidor.

Fonte: Correio do Povo