NOTÍCIAS
DO CAMPO
compartilhar este link
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Starbucks apoia cafeicultores

25/06/2015 11:52:08
Texas terá ajuda contra HLB

02/06/2015 12:57:45
Lista PIC

21/05/2015
Mercado espanhol segue incerto

16/03/2015 17:09:59
Licopeno contra o frio

18/02/2015 17:31:55
Greening causa perdas na China

19/01/2015 17:37:42
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
Cancro em debate

07/05/2014 11:41:00
Todos contra o Cancro

17/04/2014 11:07:00
De olho no cancro

11/04/2014 12:11:00
De portas abertas

05/03/2014 16:27:00
Reforço Espanhol

25/02/2014 17:35:00
Uma vespa contra o greening

13/02/2014 12:22:00
Os prejuízos do frio

11/02/2014 13:29:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Califórnia abaixo de zero

12/12/2013 16:14:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Novas soluções

19/11/2013 14:33:00
Em busca de salvação

17/10/2013 13:31:00
Molécula pode salvar pomares

15/10/2013 11:06:00
Para falar de doenças

10/10/2013 12:51:00
O DNA do grenning

03/10/2013 15:07:00
Em busca de aliados

01/10/2013 12:11:00
De olho no inseto

24/09/2013 10:36:00
Capacitação contra doenças

12/09/2013 11:04:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Greening avança em SP

02/08/2013 15:24:00
Produção em queda

11/07/2013 15:46:00
Formulário contra o greening

10/06/2013 15:47:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Um PIC contra as pragas

25/04/2012 14:34:00
Menos laranja na Flórida

12/04/2012 16:53:00
Starbucks apoia cafeicultores

Exame.com - 25/06/2015 - Empresa vai destinar mais US$ 30 milhões para auxiliar cafeicultores em oito países

A Starbucks Corp. mais do que dobrará o tamanho de um programa de empréstimos para produtores rurais criado pela empresa há sete anos para ajudar a preservar seu fornecimento de café vindo de fontes éticas.

A empresa comprometerá mais US$ 30 milhões para seu programa Global Farmer Fund, que estreou em 2008 e forneceu US$ 20 milhões em créditos a mais de 40.000 produtores rurais em oito países. A nova injeção de dinheiro será realizada até 2020, disse a Starbucks, com sede em Seattle, em um comunicado na segunda-feira.

“Os bancos comerciais locais nunca assumiriam o risco de fazer esse tipo de empréstimos”, disse Craig Russell, vice-presidente executivo mundial de café da Starbucks. “Como torrefadores responsáveis, quisemos garantir que esses produtores terão plantas excelentes”.

Por enquanto, a maioria dos empréstimos tem sido de curto prazo, o que ajuda os produtores a aproveitar os intervalos entre as colheitas fornecendo capital para necessidades como pás e fertilizante. Agora, a Starbucks quer financiar empréstimos de até sete anos para que os produtores rurais possam investir em infraestrutura e lidar com os desafios causados pela mudança do clima, disse Russell.

Embora muitos dos produtores que recebem os empréstimos sejam fornecedores da Starbucks, isso não é requisito para participar do programa. Os primeiros US$ 20 milhões investidos pela Starbucks foram distribuídos pela Root Capital e pelo Fairtrade Access Fund. Normalmente, os produtores pagam cerca de 10 por cento de juros sobre os créditos e a Root Capital retorna uma média de 1 por cento a 3 por cento a investidores como a Starbucks, segundo Liam Brody, vice-presidente sênior da Root.

A Root, fundada há quinze anos, distribuiu cerca de US$ 1 bilhão em empréstimos para produtores rurais em vários setores, com foco em café, caju e cacau, disse Brody. Sem esse tipo de empréstimos, os produtores de café não obteriam capital a preços acessíveis para investir em seus negócios, disse ele.

“Muitos deles estariam pagando de 50 por cento a 75 por cento a agiotas”, disse ele. “Estamos oferecendo algo que é competitivo com a taxa do mercado”.