NOTÍCIAS
DO CAMPO
compartilhar este link
A problemática fila da Anvisa

25/07/2016 12:44:28
Starbucks apoia cafeicultores

25/06/2015 11:52:08
Texas terá ajuda contra HLB

02/06/2015 12:57:45
Lista PIC

21/05/2015
Mercado espanhol segue incerto

16/03/2015 17:09:59
Licopeno contra o frio

18/02/2015 17:31:55
Greening causa perdas na China

19/01/2015 17:37:42
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
Cancro em debate

07/05/2014 11:41:00
Todos contra o Cancro

17/04/2014 11:07:00
De olho no cancro

11/04/2014 12:11:00
De portas abertas

05/03/2014 16:27:00
Reforço Espanhol

25/02/2014 17:35:00
Uma vespa contra o greening

13/02/2014 12:22:00
Os prejuízos do frio

11/02/2014 13:29:00
Mais verba contra o greening

03/02/2014 11:12:00
Califórnia abaixo de zero

12/12/2013 16:14:00
Produção em queda

10/12/2013 15:43:00
Novas soluções

19/11/2013 14:33:00
Em busca de salvação

17/10/2013 13:31:00
Molécula pode salvar pomares

15/10/2013 11:06:00
Para falar de doenças

10/10/2013 12:51:00
O DNA do grenning

03/10/2013 15:07:00
Em busca de aliados

01/10/2013 12:11:00
De olho no inseto

24/09/2013 10:36:00
Capacitação contra doenças

12/09/2013 11:04:00
A safra de Steger

19/08/2013 19:09:00
Greening avança em SP

02/08/2013 15:24:00
Produção em queda

11/07/2013 15:46:00
Formulário contra o greening

10/06/2013 15:47:00
Laranjas em queda

11/04/2013 14:24:00
Doenças avançam

08/04/2013 12:23:00
Menos laranja na Flórida

12/12/2012 15:06:00
Um PIC contra as pragas

25/04/2012 14:34:00
Menos laranja na Flórida

12/04/2012 16:53:00
Safra 2015/16 é reestimada em 289,92 milhões de caixas

Fundecitrus - 11/02/2016 - Aumento é de 1,3% em relação à reestimativa de dezembro

A terceira reestimativa da safra de laranja 2015/16 do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais feita pelo Fundecitrus – Fundo de Defesa da Citricultura indica uma produção de 289,92 milhões de caixas, de 40,8 kg cada. Este valor representa um aumento de 1,3% em relação à reestimativa de dezembro e 3,8% da estimativa inicial de maio/2015.

Um dos motivos para o acréscimo foi o volume de chuva acima da média histórica que colaborou com aumento do tamanho e peso dos frutos e, consequentemente, com a redução da quantidade de laranjas necessária para atingir o peso de 40,8 kg por caixa. 

O tamanho médio reestimado em fevereiro, considerando todas as variedades, é de 234 frutos/caixa, três a menos do que em dezembro. Outro fator que contribuiu para diminuir a quantidade de laranjas necessárias para compor uma caixa foi o menor número de frutos por árvore, pois a laranjeira compensa a menor quantidade de frutos devido ao maior desenvolvimento deles.

Nas variedades Hamlin, Westin e Rubi, o tamanho dos frutos tiveram pequeno aumento, necessitando 275 frutos/caixa, um a menos do que na reestimativa de dezembro. As outras laranjas precoces foram reestimadas em 235 frutos/caixa (dois frutos a menos).

A Pera Rio não sofreu alteração e continua com 232 frutos/caixa, a Natal ficou com 223 frutos/caixa (dois a menos). Já Valência e Valência Folha Murcha apresentaram o maior aumento, com 212 frutos/caixa (oito a menos), este fato foi decorrente das chuvas mais intensas em novembro que coincidiram com o pico de colheita destas variedades.

A taxa média de queda, considerando todas as variedades, foi reestimada em 17,62%, um pouco abaixo dos 17,65% de dezembro/2015. A queda das variedades Hamlin, Westin e Rubi continua em 12,12%, e das demais precoces em 11,91%. A Pera Rio caiu para 15,51%, sendo a anterior de 15,73%. Já Valência e Valência Folha Murcha se mantiveram em 23% e a Natal ficou em 19,71%.

Estima-se que 92,1% da safra já tenha sido colhida até o final de janeiro, sendo 99,3% para as variedades Hamlin, Westin e Rubi; outras precoces 98,2%; Pera Rio 93,5%; Valência e Valência Folha Murcha 87,9% e, Natal 88,3%.

As reestimativas de safra são realizadas a partir do monitoramento de talhões, que consiste em visitas mensais dos técnicos do Fundecitrus em pomares de todo o parque citrícola para coleta de informações sobre tamanho e queda de frutos.

O trabalho é feito em parceria com a Markestrat, Faculdade de Economia e Administração da USP de Ribeirão Preto (FEA-RP/USP) e Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Unesp de Jaboticabal (FCAV/Unesp). O fechamento da safra será divulgado em 11 de abril. 

O relatório completo está disponível no site do Fundecitrus: http://www.fundecitrus.com.br/pes/estimativa