NOTÍCIAS
compartilhar este link
Briga de Titãs

28/11/2016 15:17:21
Taeq lança Cajuína Orgânica

17/11/2016 15:22:32
Morre Toninho Pratinha

21/10/2016 16:50:20
O futuro da Hanjin à deriva

04/10/2016 14:24:25
Ameaça de embargo

22/08/2016 14:58:11
Cuidados no pomar

04/08/2016 13:03:39
Sufresh FLIP chega ao mercado

20/07/2015 12:58:49
O suco que bate um bolão

16/03/2015 18:03:36
Consumo em queda

04/03/2015 09:06:51
O supersuco da Purity Organic

02/12/2014 15:27:46
Zone 8 lança chás premium

28/11/2014 17:29:15
Alta interrompida

25/11/2014 18:50:14
Suco volta a subir na Bolsa

21/10/2014 19:19:55
Edeka veta transgênicos

15/09/2014 07:37:58
Uma salada para beber

12/09/2014 13:02:00
O novo suco da Mello

09/09/2014 12:51:19
Suco volta a cair

08/09/2014 12:50:22
Suco volta a fechar em baixa

02/09/2014 12:47:06
Demanda enfraquece cotações

28/08/2014 12:37:42
A nova onda da Campbell

28/08/2014 12:36:27
O super suco da Juxx

28/08/2014 12:34:27
Vita Coco quer reinar na China

25/08/2014 12:29:49
O suco das Arábia

20/08/2014 12:28:16
Safra farta no Marrocos

18/08/2014 12:27:09
A laranja gigante

14/08/2014 12:21:44
Suco volta a subir na Bolsa

14/08/2014 12:21:44
Produção estável no Sul

06/08/2014 12:15:39
Mercado em baixa

05/08/2014 12:15:39
Laranja menor, lucros maiores

30/07/2014 11:56:33
Tempestade na demanda

29/07/2014 11:56:33
Suco estável

28/07/2014 11:56:33
Sem tempestade no radar

24/07/2014 11:56:33
Medo do furacão

22/07/2014 11:56:33
Em busca de direções

17/07/2014 12:16:24
Suco recua em NY

10/07/2014 11:49:32
Clima de alta

03/07/2014 11:44:03
Tempestades vem, suco sobe

02/07/2014 11:44:03
Queda mantida

30/06/2014 11:42:27
Queda se mantém

26/06/2014 11:19:54
Em busca de novas plantas

24/06/2014 11:19:54
A ciência gordurosa

24/06/2014 11:19:54
A próxima revolução verde

23/06/2014 11:19:54
O novo Captain Citrus

18/06/2014 10:54:40
Laranja para curtir

28/05/2014 10:45:00
Luz ultravioleta é a nova aliada para os citricultores

The Ledger - 11/09/14 - Pesquisador americano mostra que a luz de LED UV ajuda a combater os microorganismos na planta.

O pesquisador da Universidade da Flórida, Kevin Folta comprovou que a luz ultravioleta pode efetivamente matar microorganismos nocivos sobre a casca da laranja.
"Seria tremendamente benéfico tratar a produção com a luz germicida", explicou Folta, que participou da 53ª edição do Citrus Packinghouse Day do Centro de Ensino e Pesquisa de Indian River, em Fort Pierce na Flórida. O evento contou com a participação de mais de 100 citricultores e executivos do setor. O Packinghouse Day concentra a indústria de frutas cítricas da Flórida, que responde anualmente por 40% da safra de toranja e mais de 70% das tangerinas e tangelos.
A desvantagem da utilização desse processo é o custo das luzes de LED em UV. Apesar de tornarem-se cada vez mais comuns nas residências e os seus custos baixarem, os LEDs ultravioletas ainda são raros e caros, cerca de U$ 500 por lâmpada.
Um cálculo aproximado mostra que o sistema de tratamento UV em uma packinghouse pode custar entre U$ 4.000 a U$ 160.000, dependendo de fatores técnicos, como a velocidade da linha de beneficiamento e tempo de exposição. Além disso, haveria também um mercado significativo para a iluminação UV como um desinfetante para outros produtos alimentares e em hospitais, acredita o professor.Luzes UV de vidro tradicionais que utilizam o mercúrio não seria uma alternativa viável, porque segundo Folta, essa lâmpada UV degrada mais rápido o alimento, o que dificulta a capacidade de obter os resultados necessários para a desinfecção. LEDs também têm redução dos custos operacionais, porque eles exigem muito menos energia e duram mais tempo, cerca de 50 mil horas, que UVs tradicionais.
Os primeiros tratamentos com as LEDs UV começaram em janeiro e por enquanto sua experiência está em laboratório, já o próximo passo será a construção de um protótipo para ser utilizado em uma packinghouse.
O tratamento com esse método mostrou ser uma promessa na segurança alimentar de beneficiamento, mas ainda não substituirá o procedimento já existente, disse Mark Ritenour, professor associado de fisiologia pós-colheita e manuseio na UF Indian River Center, que organizou o Packinghouse Day.As embalagens também podem mudar.
O consultor de ciência e tecnologia Jean-Pierre Emond do Grupo Illuminate, questionou como a embalagem afeta a qualidade do fruto na jornada do produtor até o supermercado.
Normamente a escolha é feita entre as caixas de papelão ondulado padrão, que ainda são utilizados por cerca de 90% da produção. A prática comum em armazéns de supermercados é empilhar caixas de citros na parte inferior de uma palete de múltiplas camadas contendo vários outros itens. Para Emond, isso resulta em danos estéticos em que as frutas não são vendidas.
As caixas de plástico custam menos, mas apresentam problemas logísticos, porque os supermercados devem assumir a responsabilidade de limpar e devolvê-las ao produtor. Os fornecedores também preferem as caixas de papelão, pois podem ser impressos com o logotipo da empresa.